Passar ao conteúdo
Outubro é o mês da cibersegurança, um termo que neste 2020 está a ganhar grande proeminência. Mas o que é realmente a cibersegurança? 

A cibersegurança é uma prática onde as pessoas e a tecnologia interagem para prevenir e proteger qualquer risco que comprometa a segurança da informação, o que implica um trabalho contínuo e adaptativo, identificando lacunas de segurança que possam existir nos sistemas de informação.

A situação pandémica covid-19 causou uma rápida transformação digital, que levou a um aumento exponencial de ataques cibernéticos, e novas vulnerabilidades aos sistemas e plataformas que utilizamos regularmente.

A cibersegurança faz parte da maioria das empresas no mundo, mas a situação do teletrabalho levou as empresas a solicitarem mais perfis de cibersegurança para se protegerem e para lidarem com ameaças crescentes. Garantir a segurança da informação já não está apenas nas mãos dos empregadores, mas também dos empregados, que, quando trabalham a partir de casa, são responsáveis por garantir a confidencialidade dos dados. Embora o risco exista sempre, temos de tentar reduzir os riscos informáticos nas nossas empresas trabalhando a partir de casa e, assim, garantir um serviço ótimo tanto aos clientes como aos próprios empregados.

Apesar disto, a cibersegurança não afecta apenas as empresas e o seu equipamento, mas também o equipamento doméstico. Não ter serviços de segurança perimetral ou não utilizar redes que possam ser vulneráveis pode colocar em risco a segurança dos nossos computadores. É por isso que é essencial prestar atenção à forma de melhorar a segurança da nossa rede doméstica, para conseguir comunicações mais seguras para benefício de todos.

Garantir a segurança nunca prejudica, e é por isso que existem vários cursos úteis de formação em segurança cibernética para aprender a implementar medidas de proteção que dificultam o trabalho dos hackers, porque nunca sabemos quem está do outro lado da rede, ou com que intenções.
 
María López
María López Perfil en Linkedin

Periodista en el departamento de Comunicación de BABEL.

Mais posts de María López