Passar ao conteúdo
Os meses de maio e junho costumam concentrar grande parte dos eventos ou feiras tecnológicas do ano. Dada a situação em que vivemos, as empresas tinham duas opções: não fazer ou transformarem-se.

A princípio, parecia que a decisão das empresas era esperar que tudo se resolvesse, mas visto com perspectiva, talvez fosse mais uma fase de gestação do que hoje conhecemos como eventos virtuais.

Os webinars ou meetups online já eram realizados antes desta situação, mas eram uma opção alternativa ou complementar para eventos presenciais. Atualmente, o evento virtual ganhou muito destaque quando se trata de disseminar conhecimento e, portanto, é importante saber tudo o que precisa para fazê-lo com eficiência.

A primeira coisa que as empresas devem analisar são todos os aspectos a serem levados em consideração ao organizar um evento. O difícil nesta fase não é tanto listar todos os elementos que moldam um evento, mas tentar classificá-los com base no impacto sofrido pela alteração de formato.

Durante um evento virtual, não há pausas para provar um cocktail ou visitar os stands dos patrocinadores. A questão da restauração é um pouco mais difícil de resolver, mas, quanto ao papel dos patrocinadores num evento virtual, a chave é oferecer alternativas que beneficiem ambas as partes. Neste caso, promover nas redes sociais ou preparar uma conversa conjunta entre o organizador e o patrocinador são opções a serem consideradas como uma possível solução.

Mas o objetivo deste post é abordar os benefícios de um evento virtual e posso mencionar vários. Encontrar um espaço torna-se tão simples quanto escolher uma das ferramentas disponíveis para realizar conferências, levando sempre em consideração a segurança ao fazer uma vídeo chamada. Reduzimos custos, oferecemos uma capacidade maior e geramos conteúdo que os participantes e não participantes podem consumir repetidamente após o término do evento.

Do ponto de vista dos participantes, a presença num evento é reduzida a um breve formulário e a um simples click, tudo no conforto de casa. Além disso, é aberta uma série de atividades que podemos realizar simultaneamente, como colocar em prática o que foi dito nas conversas ou escrever perguntas num chat público que o próprio palestrante possa responder mais tarde.

Também é uma boa oportunidade para ousar como palestrantes, o medo do palco desaparece e temos sempre a possibilidade de cobrir a nossa câmera, embora não seja recomendável. Podemos compartilhar o nosso conhecimento com um público ilimitado e com todo o material necessário para a exposição no nosso próprio PC.

Resumindo, temos o momento ideal para investigar, treinar e disseminar conhecimento por meio de formatos online. Existem aspectos negativos quando se trata de realizar um evento virtual e é importante tê-los em consideração, mas a moral deve ser a seguinte: os eventos virtuais estão aqui para ficar, vamos aprender a tirar o máximo proveito deles.
Descripción imagen
Manuel Díaz Perfil en Linkedin

Nacido y criado en Madrid, aprovecho los veranos para viajar a Galicia, tierra que vio crecer a mi familia. Amante del baloncesto y de la cultura que rodea a este gran deporte. Actualmente formo parte del Departamento de Comunicación de BABEL, aunque yo prefiero llamarlo Equipo ;)

Mas post de Manuel Díaz