Passar ao conteúdo
BABEL Blog

A nova mobilidade: O que nos espera a partir de agora?

21 maio 2020

Categorías

Tags

  • distanciamento
  • espanha
  • mobilidade
  • portugal
  • social
  • transportes
A situação atual quebrou todos os esquemas e previsões estabelecidos em termos de mobilidade em todo o mundo. Quem diria que a dinâmica mudaria tanto em tão pouco tempo? Até agora, tudo indicava que acabaríamos a viver em cidades inteligentes, onde o transporte público seria a norma e a economia permitiria uma sociedade sustentável.

No entanto, essas expectativas mudaram drasticamente. À parte as restrições de mobilidade temporárias que foram impostas pelo aparecimento do Covid-19, talvez o que acontecerá depois desta fase possa ser mais interessante para nós.

Após este confinamento e a incerteza do que isto nos pode causar a partir de agora, muitas pessoas tentarão encontrar uma residência mais favorável para a situação. Segundo Julio Lozano, o nosso especialista em mobilidade: "em alguns anos haverá uma descentralização da população". Isso dever-se-á ao fato de muitas pessoas mudarem-se para os arredores das cidades para escapar do possível fardo que implicaria um novo confinamento no centro de uma grande cidade.

Se extrapolarmos para centros populacionais menores, a tendência até agora apontava para o êxodo rural mais notório de toda a história. A congregação da população em "megacidades" estava a tornar-se uma realidade com a qual os sistemas políticos e económicos do mundo estavam a tentar lidar.

No entanto, foi demonstrada a dificuldade de morar numa área sobrelotada quando surge um estado de alarme, além dos impedimentos e restrições que isso implica. Por todas estas razões, não seria de todo estranho que, no futuro, haja um repovoamento de áreas rurais e cidades provinciais.

Mas... como é que o tecido centralizado dos negócios nas grandes cidades apoiará essa mudança? A resposta é o teletrabalho. As empresas já estavam a implementar esta medida gradualmente, mas a crise causou uma "terapia de choque" que estabelece o hábito do teletrabalho. A eficiência e o conforto de trabalhar em casa aproveitando as novas tecnologias foram forçosamente demonstrados.

Como resultado, a escolha de habitação não será mais condicionada pelo local de trabalho. Isso envolverá um grande investimento em infraestruturas de transporte para pessoas que vão morar na periferia das cidades. Além disso, o transporte privado aumentará, pois a descongestionação dos centros populacionais facilitará a circulação em toda a região metropolitana. Neste momento, também será importante investir na pesquisa de novas formas de transporte, como o carro elétrico, uma alternativa que empresas e governos terão que rever para promover o seu uso.

Em suma, a incerteza está no ar agora, mas repensar a sociedade tal como a conhecemos é um fato, os hábitos das pessoas mudaram dramaticamente e uma nova normalidade está a formar-se em todos os níveis. Portanto, podemos concluir que ocorrerão mudanças em termos de mobilidade e que todas as previsões anteriores tornaram-se obsoletas.
 
Descripción imagen
Daniel López Perfil en Linkedin

Comunicador audiovisual, diseñador, fotógrafo, videocreador y todo lo que se me ocurra. En BABEL, el aprendiz del Departamento de Comunicación.

Mas post de Daniel López